Indústria e governo promovem evento no Egito e no Irã para exportação de carne

20 de abril de 2017

A Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA) e a Associação Brasileira das Indústrias Exportadoras de Carne (Abiec) realizam ações para promover a carne brasileira no Irã e Egito, durante os próximos dias. Os eventos, nos quais estão previstos a realização de churrascos, serão realizadas em parceria com a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) e com os Ministérios das Relações Exteriores e da Agricultura.

Um dos objetivos é mitigar os efeitos da Operação Carne Fraca, deflagrada pela Polícia Federal, no dia 17 de março. Segundo a PF, técnicos do Ministério da Agricultura faziam parte do esquema de pagamento de propina para a liberação de carne irregular exportada e consumida no mercado interno, principalmente a de frango.

O primeiro evento será realizado nesta quarta-feira, 19, com um churrasco em Teerã, de carne de frango e bovina, oferecido a autoridades sanitárias iranianas. No domingo, 23, a ação será no Cairo, com o apoio da embaixada do Brasil no Egito, com a presença de autoridades egípcias, importadores e formadores de opinião locais.

Também serão feitas apresentações, como a do vice-presidente de Mercados da ABPA, Ricardo Santin, sobre a cadeia brasileira exportadora de carne de frango. "Nosso objetivo nesta missão é prestar os devidos esclarecimentos às autoridades e representações da sociedade deste fundamental importador de proteína animal brasileira", afirmou Santin. "Trata-se de um mercado islâmico com o qual construímos uma relação de grande confiança e transparência". O Brasil é o maior produtor e exportador de frango halal do mundo.

O secretário executivo do Ministério da Agricultura, Eumar Novacki, iria acompanhar estas ações, mas ele adiou para junho a viagem que faria ao Oriente Médio para dialogar com os principais mercados consumidores de carne brasileira. Segundo a assessoria de imprensa da pasta, o adiamento se deveu à tensão instalada no Irã, às vésperas das eleições presidenciais marcadas para o dia 19 de maio. A viagem do ministro Blairo Maggi para a Ásia, com o mesmo objetivo, está mantida. Ela deve ocorrer no início de maio, em data ainda a ser fechada.

Fonte:Dinheiro Rural